Blog do 2º Ano de Educação Física Licenciatura

EDUCAÇÃO FÍSICA E INCLUSÃO: CONSIDERAÇÕES PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA ESCOLA

by on nov.18, 2012, under Posts Diversos


Ruth Eugênia Cidade
Universidade Federal do Paraná – Doutoranda na Unicamp
Patrícia Silvestre Freitas

Universidade Federal de Uberândia – Doutoranda na Unimep
Obs: Este texto encontra-se em processo de publicação na revista INTEGRAÇÃO – MEC
A Inclusão, como processo social amplo, vem acontecendo em todo o mundo, fato
que vem se efetivando a partir da década de 50. A inclusão é a modificação da
sociedade como pré-requisito para que pessoa com necessidades especiais possa
buscar seu desenvolvimento e exercer a cidadania (Sassaki, 1997). Segundo o autor,
a inclusão é um processo amplo, com transformações, pequenas e grandes, nos
ambientes físicos e na mentalidade de todas as pessoas, inclusive da própria pessoa
com necessidades especiais. Para promover uma sociedade que aceite e valorize as
diferenças individuais, aprenda a conviver dentro da diversidade humana, através da
compreensão e da cooperação (Cidade e Freitas, 1997).
Na escola, “pressupõe, conceitualmente, que todos, sem exceção, devem participar
da vida acadêmica, em escolas ditas comuns e nas classes ditas regulares onde deve
ser desenvolvido o trabalho pedagógico que sirva a todos, indiscriminadamente”
(Edler Carvalho, 1998, p.170).
A escola como espaço inclusivo têm sido alvo de inúmeras reflexões e debates. A
idéia da escola como espaço inclusivo nos remete às dimensões físicas e atitudinais
que permeiam a área escolar, onde diversos elementos como a arquitetura,
engenharia, transporte, acesso, experiências, conhecimentos, sentimentos,
comportamentos, valores etc. coexistem, formando este locus extremamente
complexo. A partir disto, a discussão de uma escola para todos tem suscitado
inúmeros debates sobre programas e políticas de inserção de alunos com
necessidades especiais. A grande polêmica está centrada na questão de como
promover a inclusão na escola de forma responsável e competente.
Quanto a área da Educação Física, a Educação Física Adaptada surgiu oficialmente
nos cursos de graduação através da Resolução 3/87 do Conselho Federal de
Educação e que prevê a atuação do professor de Educação Física com o portador de
deficiência e outras necessidades especiais. Por isso sabemos que, muitos
professores de Educação Física e hoje atuantes nas escolas não receberam em sua
formação conteúdos e/ou assuntos pertinentes a Educação Física Adaptada ou a
Inclusão.
Sabemos também que nem todas as escolas estão preparadas para receber o aluno
portador de uma deficiência e por vários motivos, entre eles, porque os professores
não se sentem preparados para atender adequadamente as necessidades daqueles
alunos e porque os escolares que não têm deficiência não foram preparados sobre
como aceitar ou brincar com os colegas com deficiência.
A Educação Física Adaptada “é uma área da Educação Física que tem como objeto de
estudo a motricidade humana para as pessoas com necessidades educativas
especiais, adequando metodologias de ensino para o atendimento às características

PEDRO BARRETO RODRIGUES RA: 52459


Leave a Reply

Looking for something?

Use the form below to search the site:

Still not finding what you're looking for? Drop a comment on a post or contact us so we can take care of it!

Archives

All entries, chronologically...